Padre que disse que menina de 10 anos ‘compactuou com o estupro’ é investigado no MT

Ramiro José Perotto é um padre de Carlinda, município do Estado do Mato Grosso localizado a 774 km de Cuiabá. Ele se envolveu em uma grande polêmica após comentar em uma rede social que a menina capixaba de 10 anos que ficou grávida após ter sido estuprada pelo tio teria “compactuado com o estupro”. Ela teve a gravidez interrompida nesta segunda-feira (17), em Pernambuco, após autorização judicial. O post do religioso foi publicado no dia seguinte. As informações são do G1.

O religioso divulgou nesta quinta-feira (20), após a repercussão do comentário, em seu perfil no Facebook uma nota na qual escreveu: “Àqueles que se sentiram ofendidos, só resta meu pedido de perdão”. Ele também excluiu a conta na rede social.