Por conta do PSL, PT rompe aliança com prefeita Edna Aparecida em Luziânia

O PT abandonou a candidatura da prefeita de Luziânia, Professora Edna, por não aceitar compor uma aliança que inclui o PSL do deputado federal Delegado Waldir Soares e do advogado Eládio Carneiro. O PSL foi o partido pelo qual Jair Bolsonaro foi eleito presidente da República em 2018 e se tornou o principal rival ideológico do PT no plano nacional.

Em nota, o PT anunciou o rompimento: “O PT/Luziânia retira o apoio à prefeita e pré-candidata a prefeita Professora Edna por entender que o PSL, partido de direita, não pensamentos alinhados om a história e luta do PT. Nós não iremos compactuar com o partido que deu apoio e suporte ao presidente Bolsonaro, que se declara anti-PT”.