Goiânia registra queda de óbitos e internações pela covid-19

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria de Saúde (SMS), tem realizado diversas ações para o combate da doença. Nas últimas semanas, um balanço feito pela Vigilância Epidemiológica mostrou uma queda nas internações de 35,3% por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 31,5% de Covid-19. Até o dia 12 de agosto, o município tinha registrado diminuição de 29,4% em relação aos óbitos das últimas semanas.

A taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria, exclusivos para Covid-19, tem se mantido baixa mesmo com a desativação gradual de leitos. O município chegou a manter 238 leitos de UTI, hoje são 222 com taxa de ocupação na casa dos 51%. O número de leitos de enfermaria já foi reduzido de 240 para 209, mesmo assim a taxa de ocupação tem se mantido abaixo de 50%.

“A ação de testagem ampliada favorece essa redução, pois faz o diagnóstico precoce dos casos e interrompe a cadeia de transmissão. Outras ações como ampliação das testagens nas unidades e aumento do número de leitos quando a curva da Covid-19 estava em ascensão, favorecem essa redução”, esclarece o superintendente de Vigilância em Saúde, Yves Mauro Ternes.

Existe uma tendência de redução, mas os números de internações e óbitos ainda não são satisfatórios e por esse motivo é preciso continuar mantendo as medidas de distanciamento social, controle e precauções para impedir a disseminação e aumento de complicações clínicas provocadas pela doença.

As ações de testagem de antígeno que a SMS vem realizando desde o dia 05 de agosto de 2020 têm sido uma forma eficaz de mapear e tratar os casos de forma mais rápida, evitando transmissões. Até a última sexta-feira (25/09) foram realizados 84.258 testes de antígeno, sendo que 10.578 tiveram resultado positivo para a Covid-19, o que representa 12,6%.