“Goiânia precisa de um novo modelo de transporte, esse que está aí fracassou”, afirma Samuel 

“Vou pensar do ponto de vista de uma gestão de excelência, para transformar Goiânia na melhor capital do Brasil”, disse Samuel Almeida (PROS), em entrevista à Rádio Difusora na manhã desta quinta-feira (15/10). Além disso, destacou foco em soluções simples e viáveis para serem aplicadas já no primeiro dia de governo para áreas de Educação e Transporte.

Uma dessas propostas apresentadas é o Vale Creche, no valor de R$300, que atenderá 8.000 mulheres que esperam por uma vaga para seus filhos. “Com apenas 1% a mais no orçamento da Educação, vamos permitir que essas mães possam trabalhar. É uma solução imediata para as famílias que não podem mais esperar”, afirma.

Segundo Samuel, atualmente, temos a menor presença da mulher no mercado de trabalho, desde 1990. “Essas mães precisam trabalhar, colocar comida na mesa e sem a vaga na creche não têm com quem deixar seus filhos. Por isso, estou propondo o Vale Creche já para os primeiros dias de Governo. É a maneira mais rápida de resolver o problema, lembrando que não é uma solução definitiva. Serão tomadas providências para a construção desses CMEIs”, explica.

Em 2019, a Prefeitura gastou R$ 1,031 bilhão com Educação. Desse total, os recursos do Tesouro Municipal foram R$ 790 milhões, o equivalente a 25,51% das receitas de impostos. O mínimo constitucional que deve ser destinado à Educação é de 25%. Se o Vale Creche estivesse em vigor em 2019 com a mesma estrutura de custos, as despesas com educação para fins do limite constitucional teriam sido de R$ 820 milhões, ou 26,5% das receitas de impostos, o que representaria acréscimo de apenas 1%.

Transporte

Para o transporte público, Samuel pretende rediscutir o modelo atual. “Não adianta mais eu chamar as empresas para discutir ou licitar novas empresas se não mudarmos o modelo. Hoje, temos um trajeto negativo. Por exemplo, você tem uma linha que sai do Jardim Guanabara para ir para a Vila Itatiaia, que são próximos, e essa linha faz um percurso inverso, contrário. Vai até a Praça da Bíblia para depois voltar para o Itatiaia”, explica.