Justiça pune Major Araújo por ofender Maguito em propaganda eleitoral

O candidato a prefeito de Goiânia Major Araújo (PSL) foi punido pela Justiça Eleitoral com a perda de um dia da propaganda eleitoral por veicular matéria negativa e manipulada por meio de computação gráfica que ofende o candidato do MDB, Maguito Vilela. O juiz Jesseir Coelho de Alcântara reconheceu que Major Araújo cometeu infração eleitoral e, portanto, proibiu nova divulgação do conteúdo em qualquer meio.

“É notório que a propaganda veiculada caracteriza-se como negativa e promove ofensa à honra do candidato da Representante, em afronta ao disposto na legislação, sendo imprescindível fazer cessar tal ilegalidade”, anotou o juiz na decisão.

Anteriormente, o jurídico da coligação Pra Goiânia Seguir em Frente já havia conseguido liminar que vetava a veiculação do material ofensivo, mas o candidato do PSL fez pequenas alterações e voltou a exibir na televisão. Para o magistrado, Major Araújo já conhecia a decisão e “numa tentativa de burlar o judiciário e a legislação eleitoral” voltou a veicular o material suspenso.

De acordo com o juiz, “a propaganda veiculada dissemina informações que atentam contra a honra e a imagem do candidato” o que consuma a “ilicitude da propaganda negativa, configurando um tipo de recurso capaz de criar estado anímico negativo na opinião pública.”