HGG retoma atendimentos eletivos nesta terça-feira

Escolhido pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) para ser um dos primeiros hospitais públicos no Estado a iniciar a retomada dos atendimentos eletivos pelo SUS, o Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG dará seguimento às consultas e procedimentos cirúrgicos eletivos, suspensos devido à pandemia de Covid-19. Para isso, a unidade elaborou um fluxo especial de atendimento, visando à maior segurança para pacientes e colaboradores, seguindo as normas técnicas da SES. A retomada, que ocorrerá de forma gradual, será lançada nesta terça-feira, 27 com a presença do secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino.

As ações começam antes mesmo de o paciente chegar à unidade do Governo de Goiás. As comunicações de agendamento serão realizadas exclusivamente por telefone, já que a entrada no hospital será autorizada apenas para pacientes com consultas marcadas para o dia. O acesso à unidade só será permitido com antecedência de até 40 minutos do horário marcado para o atendimento, restringindo, assim, a quantidade de pessoas circulando no hospital.

As informações sobre o agendamento poderão ser acessadas pelos pacientes por meio do Observatório de Consultas, no site do HGG (www.hospitalalbertorassi.org.br). Ao confirmar a presença na consulta, o paciente receberá em seu smartphone uma animação em vídeo, em que serão explicados os procedimentos que ele terá de seguir dentro do hospital, garantindo, assim, a segurança sanitária dele e dos colaboradores da unidade de saúde.

Capacidade
Nos primeiros 30 dias, serão realizados os atendimentos correspondentes a 60% da capacidade total de cirurgias eletivas do hospital, uma média de 396 procedimentos cirúrgicos. Os critérios de prioridade nos atendimentos serão antiguidade e probabilidade de degradação significativa do quadro clínico.

Em relação às consultas presenciais e alguns dos exames diagnósticos ofertados pela unidade para a rede de atenção à saúde, o atendimento será de 20% da capacidade, também nos primeiros 30 dias, porcentual que será paulatinamente ampliado até atingir a total capacidade do Ambulatório de Medicina Avançada (AMA).