MDB vai recorrer contra proibição de uso do áudio do senador da cueca

A defesa da coligação Pra Goiânia Seguir em Frente, de Maguito Vilela (MDB), vai recorrer da decisão que proíbe a veiculação de um áudio em que o candidato Vanderlan Cardoso (PSD) defende o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado com dinheiro na cueca. Na mensagem, Vanderlan diz que “não tem nada que desabone a conduta do senador” e considera absurdo o afastamento do colega.

Nesta quinta-feira, 29, a juíza Liliana Bittencourt, da 2ª Zona Eleitoral, concedeu liminar à coligação Goiânia em um Novo Momento para que a propaganda em questão seja suspensa imediatamente. O jurídico da coligação Pra Goiânia Seguir em Frente confirmou que vai recorrer da decisão, já que o material foi produzido pelo próprio Vanderlan e não possui qualquer tipo de alteração, como alegado pelo candidato.

“Sobre a decisão, entendemos que um dos direitos básicos de toda a propaganda eleitoral é informar a população sobre fatos e opiniões inerentes àqueles que estão na posição de candidatos”, afirma o advogado Colemar Moura, que representa a coligação Pra Goiânia Seguir em Frente. A propaganda já foi retirada do ar ainda, em atendimento à decisão da juíza Liliana Bittencourt.

“A coligação representada nada mais fez do que divulgar algo que foi produzido pelo próprio candidato adversário com a sua própria voz, o que nada tem relação com qualquer tipo de montagem ou de uso de meios publicitários capazes de induzir o eleitorado a algo que não seja puramente a verdade do que foi dito.”