Justiça determina que Vanderlan deixe de divulgar pesquisa antiga, que induz eleitor a erro

A campanha de Vanderlan Cardoso (PSD) deverá cessar a divulgação de resultado da pesquisa do instituto Real Time Big Data, em que mostra na propaganda eleitoral dados desatualizados como forma de indicar vantagem. A decisão da Justiça Eleitoral considera que a informação induz os eleitores a erro, já que este não é o último levantamento do instituto, como informava erroneamente a propaganda do candidato.

Na decisão desta segunda-feira (2), o juiz Jesseir Coelho de Alcântara anotou que “as regras inerentes à propaganda devem ser seguidas sob pena de ser submetidas ao controle pela Justiça Eleitoral, de modo a se coibir abusos e manter o equilíbrio na disputa do pleito”. O juiz ainda determinou que sejam notificadas por e-mail todas as emissoras de rádio e TV para que não veiculem a propaganda.