“Provavelmente teremos vacina antes da 2ª onda”, afirma Ismael Alexandrino

Veja matéria do jornal A Redação:
Nos últimos dias, a Europa tem experimentado os impactos da segunda onda do novo coronavírus. Nações como o Reino Unido, Alemanha e Bélgica adotaram novas restrições que repercutiram mundialmente. Para o titular da Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO), Ismael Alexandrino, o Brasil está em “fase mais retardada” da propagação do vírus. “Provavelmente, teremos a vacina antes disso acontecer”, afirmou o secretário em entrevista ao jornal A Redação nesta quarta-feira (4/11).
“Como nossas estruturas de saúde permanecerão em funcionamento, caso as pessoas necessitem de internação [numa possível segunda onda], existe lastro. Todos os equipamentos continuam nos hospitais, o HCamp em Goiânia funcionará, pelo menos, até junho do ano que vem”, acrescentou. “Se tiver a segunda onda, vamos enfrentá-la com a mesma seriedade e equilíbrio adotados na primeira.”
Nesta quarta (4), a SES-GO orientou, por meio de nota técnica, a retomada de aulas presenciais e eventos no Estado. Segundo o documento, é de 52,76% a atual taxa de ocupação no Estado de leitos de UTI destinados ao tratamento de pacientes com covid-19. Nas enfermarias, a ocupação está em 21,01%.
De acordo com dados de plataforma, disponibilizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que monitora o avanço da covid-19 no mundo, o número de casos confirmados da doença chegou hoje (4) a 47.362.304, enquanto as mortes pela doença já são 1.211.986.