Candidatura do vice Aparecido Costa, em Goianésia, é impugnada pela Justiça

O advogado Aparecido Costa (PTB) está impedido pela justiça de continuar na disputa como candidato a vice-prefeito de Goianésia. A decisão, do juiz Alderico Rocha Santos, foi divulgada nesta quinta-feira (5/11). A impugnação de Aparecido Costa foi pedida pela coligação Unidos por Goianésia, que alegou que ele possuía um contrato de prestação de serviços de consultoria jurídica ativo junto a Câmara Municipal de Goianésia, em vigência até dezembro deste ano.

A Coligação impugnante aponta que conforme a Lei Complementar 64/90, para disputar as eleições de 2020, o contrato deveria ter sido rescindido até o dia 15 de julho deste ano, exatamente 4 meses antes da votação do dia 15 de novembro. No entanto, não foi bem o que aconteceu. Registros mostram que o advogado trabalhou em sessões ordinárias da Câmara nos dias 11 e 13 de agosto.

Em sua defesa, o candidato a vice-prefeito alegou que no seu entendimento, não seria preciso obedecer ao afastamento previsto pela lei, já que ele havia firmado um contrato de cláusulas uniformes com a Câmara Municipal de Goianésia. Um documento sem qualquer interferência ou vantagem, tendo as condições estipuladas unilateralmente pela administração pública.