Em Rio Verde, Clailton Filho é o candidato a prefeito mais jovem do País

Acadêmico de Odontologia, filho de professora da rede pública de Educação e de um assessor político, Clailton, desde pequeno, sonhava em ser prefeito de Rio Verde. Focado nesse objetivo, foi em busca de conhecimento e tentar uma oportunidade em algum partido. Depois de tanto bater de porta em porta que encontrou no PSDB goiano oportunidade que precisava.

Foi então que os dirigentes do partido acreditaram no potencial do rapaz e lançou a sua candidatura a prefeito de Rio Verde, que além de ser uma das principais cidades de Goiás e berço de grandes políticos goianos.

 

Logo que a campanha eleitoral começou na TV e no rádio, o rapaz que até então era um desconhecido, foi ganhado o coração dos rioverdenses com seu jeito simples, postura firme e foco em apresentar seu plano de governo, o qual conta com propostas reais e não eleitoreiras.

 

Para Clailton, o seu governo será de diálogo e próximo a população. “Não serei um prefeito de gabinete. Serei um prefeito da conversa frente a frente. Vou atrás dos recursos onde eles estiverem e não ficar lamentando o que gestões passadas não fizeram. Ficar reclamando não vai trazer os recursos e eu quero é trabalhar e temos muito o que fazer”, explicou o candidato.

 

Dentre seus inúmeros projetos para a cidade, Clailton destaca os quatro pilares de sua campanha que são as áreas da: saúde, educação, segurança e trabalho.

 Rio Verde ainda tem muito deficiência na área da saúde. Moradores da região norte e extremo sul, que são bairros mais afastados do centro da cidade, em caso de emergência tem que andar uma grande distância para ter acesso a UPA – Unidade de Pronto Atendimento, que fica no centro da cidade.

 

Os moradores dos distritos: Lagoa do Bauzinho, Ouroana e Riverlândia, sempre foram esquecidos na área da saúde. Nesses lugares tem apenas um postinho de saúde e médico que, às vezes, aparece uma vez por semana.  Se alguém precisar de um atendimento de emergência, tem que esperar o SAMU de Rio Verde ou da cidade de Santa Helena para prestar o socorro.   A distância é muito grande para esperar o socorro necessário. Uma vida não pode esperar.

 E para resolver essa situação o candidato propõe instalar UPAS nas regiões norte e sul de Rio Verde. Nos distritos diz que vai construir o HPP – Hospital de Pequeno Porte com médicos e leitos e observação.

 Na área da educação afirma que vai começar por concurso público porque a Secretaria da Educação está há 10 anos sem concurso. “Vamos suprir as vagas ociosas, tanto na área administrativa quanto para professores. Precisamos de pessoas preparadas e capacitadas para as vagas e não as preencher com contratações temporárias, que é algo somente paliativo. Sou filho de professora da rede pública de ensino e sei exatamente o que essa classe passa e, temos muito o que fazer, e eu vou fazer conversando, ouvindo as reivindicações da classe” disse.

 Outro pilar do governo do candidato é a área da segurança pública. E em suas propostas está reforçar o policiamento em cada bairro de Rio Verde com o aumento do efetivo da guarda municipal e implantar mais câmeras de monitoramento por toda cidade. “No meu governo teremos a política de criminalidade zero. Aqui os marginais não terão mais vez. Chega de insegurança. O policiamento ocupará todos os espaços para que o cidadão rio–verdense possa ter liberdade de sair com sua família e saber que vai voltar para casa em segurança”, afirmou.

Um dos maiores desafios de todos os gestores no país é o emprego e segundo Clailton, não vai usar de promessas eleitoreiras para dizer que vai resolver de vez essa questão, mas o que não vai encarar o problema de frente.

O projeto é manter o incentivo fiscal e ainda criar um programa de benefícios para que novas empresas possam se instalar em Rio Verde, gerando assim mais empregos e renda. O candidato disse ainda que criará um programa para fortalecer as empresas já existentes na cidade que estão passando por dificuldades devido a pandemia.

A região de Rio Verde é privilegiada. O município é cortado por duas Brs e rodovias estaduais e conta com um aeroporto com capacidade para receber aeronaves de grande porte. “A cidade está preparada para receber grandes empresas e produzir muitos empregos”, esclareceu.

Clailton afirma que vai criar cursos de capacitação para que as pessoas que moram na cidade, possam ser absorvidas pelas empresas que possam a vir se instalar no município. “Vamos preparar cursos específicos de capacitação para que as empresas utilizem a mão de obra local e não que traga de fora para ocupar cargos que poderiam ser usados por nós daqui de Rio Verde”, afirmou.

 Além dos quatro pilares, Clailton Filho afirmou que todas as outras áreas de Rio verde, serão assistidas. “Vou montar uma equipe técnica, capaz de entender e resolver cada ponto que nossa cidade precisa.  Não serei um prefeito de gabinete. Serei um prefeito que trabalhará próximo a comunidade. Não vou fazer um governo sozinho, farei conversando com todos os segmentos. Meu lema é: ouvir para fazer.  Vou atrás dos recursos onde ele estiver, para não ficar sentado lamentando a falta deles”, enfatizou.

E disse mais, “minha prioridade é Rio Verde e o meu povo. É assim que quero trabalhar para resgatar a dignidade e orgulho de ser rio-verdense e de todos aqueles que escolheram a cidade como seu lar”, finalizou, Clailton Filho.