Matheus Ribeiro desabafa ao vivo sobre cura gay: “Cura só se for para preconceito”

O jornalista goiano Matheus Ribeiro chamou atenção dos telespectadores do DF Record, jornal local da emissora em Brasília, na segunda-feira (10). No noticiário, o âncora e editor da fez desabafo após reportagem que denunciava a prática ilegal do “processo terapêutico” para a “cura gay”.

“Desde 1990, a Organização Mundial de Saúde deixou de considerar a o amor entre duas pessoas do mesmo sexo como uma doença”, pontuou o jornalista. “Trinta anos se passaram e, acreditem, elas até se casam”, disse Matheus ao mostrar a aliança.

O jornalista Leo Dias compartilhou o desabafo de Matheus em suas redes. “Só vale, portanto, falarmos de cura para uma coisa: o preconceito”, completou.

Em outubro do ano passado, ele assumiu publicamente seu relacionamento com o policial Yuri Piazzarollo. A decisão, entretanto, não foi fácil: ele praticamente foi forçado a assumir sua homossexualidade, já que um site deu início a uma campanha desrespeitosa de insinuações sobre sua vida pessoal.