“Eu não declarei apoio ao PSDB para 2022”, explica Daniel na Sagres

Veja abaixo matéria do site da Sagres 730:

O presidente do MDB estadual, Daniel Vilela, foi questionado pela Sagres 730 nesta quinta-feira (12) sobre a possível aliança entre o MDB e o PSDB para as eleições de 2022. A movimentação começou após seu discurso em Goianésia, no dia 9 de outubro, quando o ex-deputado federal disse que estava à disposição para caminhar ao lado do presidente da Adial Goiás, Otávio Lage Filho (PSDB), conhecido como Otavinho, em 2022.

De acordo com Vilela, é cedo para falar em alianças para 2022 e que não vai aliar a partidos desgastados. “As coisas mudam muito na política, ficam tentando pegar uma situação local para transformar em algo já decidido para daqui a dois anos, quando o contexto será completamente diferente do atual”, disse.

“Eu não declarei apoio ao PSDB, não tem ninguém bobo, eu não sou bobo na política não, a gente sabe dos desgastes do PSDB e ninguém quer absorver desgaste de outros partidos e lideranças”. Daniel Vilela ressaltou que tem grande admiração por Otavinho, mas não é sinal de aliança. “O fato é que Otavinho é uma pessoa que temos admiração, foi um grande prefeito, é dos grandes empresários que gera emprego e renda, que orgulha nosso Estado. Construímos uma aliança em Goianésia importante, na figura do Pedro Gonçalves que é do MDB inclusive, parece que as pessoas esquecem, o PSDB que está apoiando o MDB, e isso se deu nesse contexto, que queremos caminhar com pessoas de bem, que querem e podem contribuir com nosso Estado”.