Lêda Borges propõe Plano de Atenção Especializado para beneficiar alunos com transtornos de aprendizagem

O projeto de lei nº 5095/20, de autoria da deputada Lêda Borges (PSDB), em tramitação na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), quer instituir o Plano de Atenção Educacional Especializado (PAE) para os alunos diagnosticados com transtornos específicos de aprendizagem (dislexia, disgrafia e discalculia) nas instituições de ensino públicas e particulares.

Para a parlamentar, as dificuldades de aprendizagem são bastante recorrentes na vida escolar. “Como forma de contorná-las, é importante que toda a equipe trabalhe em conjunto para amenizar tal impasse. Vale ressaltar que, quando a dificuldade do aluno está relaciona com algum distúrbio, é fundamental que os profissionais da área da saúde sejam envolvidos”, afirma.

De acordo com a proposta, a escola deverá desenvolver um sistema de informação e acompanhamento dos alunos diagnosticados com transtornos específicos de aprendizagem, por meio de cadastro específico, para a elaboração de estratégias de intervenção, possibilitando a recuperação desses alunos.

“Ademais, os professores irão passar por uma formação e terão condições de identificar a dislexia, qual o nível de dificuldade e encaminhar para uma equipe multidisciplinar dar todo o suporte, com um representante da Saúde, da Assistência Social, e, ao mesmo tempo, acompanhar e garantir uma condição para que ele tenha bons resultados no processo ensino-aprendizagem”, explica.

Agência Assembleia de Notícias