Talles Barreto critica venda do Hospital do Servidor

O deputado estadual Talles Barreto posicionou-se contrário à compra do Hospital do Servidor, que atualmente está sendo usado como Hospital de Campanha para o enfrentamento da Covid-19, pela Secretaria do Estado de Saúde (SES) para abrigar o Hospital Materno Infantil.

Para Talles, não há justificativa de compra da unidade sob alegação que se trata de uma aquisição técnica. “Isso não justifica, com tantos hospitais a venda em Goiânia, a exemplo do Santa Genoveva. É porque [hospital do servidor] foi feito pelo governo passado. O que o Ipasgo precisa é abrir novos credenciamentos, uma vez que atende 600 mil vidas, fazer parcerias com os municípios. O que falta é gestão, olhar para a frente e não olhar no governo passado como têm sido feito deste o início”, frisou.
O tucano ressaltou que com esta medida será um em funcionamento com o fechamento de dois. Ele destacou, ainda, que “o problema do instituto não é de caixa, mas de gestão.”