UFG pode auxiliar no armazenamento de vacinas da covid-19

O reitor da Universidade Federal de Goiás, Edward Madureira, anunciou que a universidade poderá auxiliar o governo do Estado de Goiás no armazenamento de vacinas da covid-19 fabricada pela PFizer com base no RNA mensageiro que exigem uma refrigeração de -70ºC.  A UFG possui mais de 20 refrigeradores em diversas unidades acadêmicas que armazenam amostras de pesquisa, como Instituto de Saúde Pública e Patologia Tropical (IPTSP), Instituto de Ciências Biológicas (ICB), Escola de Agronomia, Escola de Veterinária e Zootecnia (EVZ), Instituto de Química (IQ), entre outros.

O reitor informou que até o momento a UFG poderia armazenar 600 mil doses da vacina, mas os pesquisadores estão fazendo um esforço de remanejamento das amostras avaliando a possibilidade de ceder mais espaços para auxiliar na vacinação dos goianos.

Segundo a UFG, o ultrafreezer utiliza um gás diferente que permite chegar a temperaturas de até – 80ºC. O reitor da UFG informou que está em contato com o governador e com a Secretaria Estadual de Saúde.