Prefeitura age rápido e realiza intervenções após chuva histórica na Capital

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana (Seinfra) e da Defesa Civil, atua desde a noite desta quinta-feira (11/2) no atendimento às regiões mais afetadas pelas fortes chuvas que atingiram a capital. Ao todo, oito equipes da Seinfra trabalham em reparos no Setor Jaó, Santo Hilário, Bairro Feliz, Vila Viana, Vila Roriz, Setor Sol Nascente e Parque das Flores.

A Defesa Civil, por sua vez, atendeu ocorrências no Setor São José, onde foi registrado 1h30 de alagamento, e no Setor Jaó, com 1h de alagamento, ambos sem vítimas.

Segundo informações do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas de Goiás (Cimehgo) e da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), nesta noite choveu 132 milímetros (mm) na Região Norte de Goiânia, na Região Leste choveu 109,2 milímetros (mm) e no Centro (Região da Castelo Branco) o volume das precipitações foi de 93milímetros (mm).

O volume esperado de chuvas para o mês de fevereiro inteiro era de 222,9 milímetros (mm), ou seja, as precipitações de ontem representam 60% do volume total esperado para todo o mês. A título de comparação, desde o início da monitoração do Cimehgo, em Goiânia, foi registrado um volume de 134mm há 49 anos, em 22 de dezembro de 1972; e de 136,6mm há 16 anos, em 9 de dezembro de 2005.

Ruas que recebem intervenções da Seinfra:

Equipe 1: Rua da Divisa, Setor Jaó
Equipe 2: Rua Abel Rodrigues, Santo Hilário
Equipe 3: Av. Laurício Pedro Rasmussem, Bairro Feliz
Equipe 4: Rua 402, Vila Viana
Equipe 5: Dique, Vila Roriz
Equipe 6: Avenida Brasil, setor Sol Nascente
Equipe 8: Rua FL 20, Parque das Flores.

Precipitação em Goiânia dia 11/02/2021
Duração da parte mais forte da chuva em torno de 2h