ACM Neto “rompe” com Bolsonaro após nomeação de deputado baiano para ministério

O presidente nacional do DEM, ACM Neto, disse a aliados que Jair Bolsonaro ganhou um inimigo e que atuará para levar a maioria do partido para a oposição ao governo.

O posicionamento do ex-prefeito de Salvador veio após o deputado federal João Roma (Republicanos-BA) ser nomeado como o novo ministro da Cidadania. A informação foi publicada pela coluna Painel da olha de S.Paulo.

ACM Neto queria evitar ser atrelado ao governo. O ex-prefeito afirmou a pessoas próximas que trabalhará para demitir indicados por Roma a cargos em Salvador.

Aliados do ex-prefeito também reclamam de Onyx Lorenzoni (DEM-RS), agora na Secretaria-Geral da Presidência. Dizem que ele pressionou Bolsonaro pela nomeação de Roma.

O deputado Rodrigo Maia, desafeto de ACM Neto, disse que o rompimento com Bolsonaro é pura encenação e só mostra o caráter do baiano.

Leia nota divulgada por ACM Neto:

Nota de ACM Neto

Considero lamentável a aceitação, pelo deputado João Roma, do convite do Palácio do Planalto para assumir o Ministério da Cidadania. A decisão me surpreende porque desconsidera a relação política e a amizade pessoal que construímos ao longo de toda a vida.

Se a intenção do Palácio do Planalto é me intimidar, limitar a expressão das minhas opiniões ou reduzir as minhas críticas, serviu antes para reforçar a minha certeza de que me manter distante do governo federal é o caminho certo a ser trilhado, pelo bem do Brasil.