MP emplaca liminar que proíbe abertura de igrejas em Goiânia

O juiz Fabiano Abel de Aragão deferiu liminar  que mantém as igrejas fechadas em Goiânia. A medida foi pedida pelo Ministério Público para evitar a disseminação do novo coronavírus na capital. A liminar suspende decreto do prefeito de Goiânia que permitia o funcionamento de templos religiosos com até 10% de lotação.