Lúcio Flávio anuncia apoio a Rafael Lara para pré-candidato à presidência da OAB-GO

(Matéria do site Rota Jurídica)

O nome do presidente da Escola Superior da Advocacia de Goiás (ESA-GO) Rafael Lara Martins foi anunciado hoje, no grupo de WhatsApp da gestão da OAB-GO, como o pré-candidato à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás. O anúncio foi feito pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás, Lúcio Flávio de Paiva. As eleições ocorrerão em novembro deste ano.

A divulgação acontece depois de uma reunião realizada na manhã de ontem (6) no escritório profissional de Lúcio Flávio, no Setor Oeste, em Goiânia, com todos os pré-candidatos (Rafael Lara, Thales José Jayme, Jacó Coelho e Valentina Jungmann). Segundo Lúcio Flávio, foram meses de legítima movimentação de cada um deles, na busca de fortalecer seus respectivos nomes.

Conforme apontado pelo presidente da Ordem, que comanda a entidade pelo segundo mandato consecutivo, foram meses de profunda reflexão e estudo. “De minha parte, para auxiliar com sabedoria nessa decisão. Não foi fácil. Todos são nomes excelentes e muito bem representariam os quase seis anos de positiva revolução que realizamos na OAB-GO”, ponderou Lúcio Flávio, afirmando que, infelizmente, “apenas um pode ser nosso candidato”.

Para a escolha, Lúcio Flávio conta que teve acesso detalhado a todas as pesquisas feitas pelos pré-candidatos. Após analisar as mais diversas situações e cenários, ele resolveu anunciar que a indicação recai sobre o “valoroso e dinâmico companheiro Rafael Lara”. Para Lúcio Flávio, o presidente da ESA-GO reúne condições internas e externas para, com sucesso, nos liderar nesse desafio”.

O presidente da OAB considera natural que haja decepção por quem, nesse momento, não seja o candidato. “Mas todos receberam com maturidade, desprendimento e espírito coletivo. Peço a todos que me acompanharam em duas campanhas e em duas gestões que, mais uma vez, estejam comigo – e agora com o Rafael – nesse novo desafio”, frisou. Ele ponderou que gostaria de fazer essa comunicação pessoalmente, mas os tempos não permitem. “Resolvi fazê-la assim, por WhatsApp, certamente não o ideal mas o possível nesse momento”.

Ao Rota Jurídica, Rafael Lara afirma que está extremamente honrado com a confiança depositada em seu nome e “quando iniciada a campanha trabalhará muito em prol e junto com nosso grupo para validarmos nossa candidatura junto à advocacia. Mas as eleições ainda estão distantes e temos muito trabalho a ser feito nessa gestão que ainda não terminou. É hora de continuar pensando na advocacia e não em eleições.”

Outros nomes
Mesmo com a definição do apoio a Rafael Lara, outros nomes ainda devem ser oficializados em breve para a disputa. Quem não nega que vai disputar a presidência é o atual presidente da Caixa de Assistência aos Advogados de Goiás (Casag). Apesar de não ter o apoio de Lúcio Flávio, ele afirma que não houve rompimento com o grupo. “Vou apresentar meu nome à advocacia nas próximas eleições pois elas são um movimento republicano, onde quem escolhe quem vai dirigir a entidade são mesmo os advogados goianos”, afirma, assegurando que seu nome tem força devido às boas práticas da gestão e dos bons resultados apresentados desde quando assumiu a Casag.

Quem já anunciou candidatura foi Valentina Jungmann. Conselheira federal da OAB, ela comunicou em fevereiro o lançamento do seu nome ao atual presidente da seccional Lúcio Flávio de Paiva. As eleições acontecerão na segunda quinzena de novembro de 2021. Para Valentina, que divulgou na época o lançamento da pré-candidatura nas redes sociais, a candidatura é “um importante passo por mais inclusão e representatividade das mulheres na nossa Instituição”.

O grupo oposicionista Nova Ordem também deve lançar candidatura em breve. O que se sabe até agora é que Pedro Paulo Guerra de Medeiros, que concorreu na última eleição, não deve participar do pleito. Em reunião realizada no dia 31 passado, o grupo colocou no ar consulta pública para ouvir e receber demandas da advocacia goiana. Mas já se sabe que dois nomes despotam na Nova Ordem: Júlio Meirelles e André Abrão.