Operação Miquéias, exclusivo: quadrilha dos fundos de pensão fez a festa na Prefeitura de Aparecida e deu “prejuízos milionários”

Esta notícia é exclusiva para os leitores do blog 24 Horas: a Prefeitura de Aparecida foi investigada pela Operação Miquéias e aparece com destaque no inquérito da Polícia Federal que desbaratou uma quadrilha que desviava recursos de fundos previdenciários municipais.

Operadores da quadrilha – e por uma “pastinha” chamada Fernanda Cardoso – estiveram várias vezes na Prefeitura, em 2012 e 2013, revela o inquérito.

O resultado foi uma série de investimentos realizados pelo fundo de pensão da Prefeitura de Aparecida nos papés podres oferecidos pela quadrilha, configurando, segundo a Polícia Federal, “prejuízos milionários” para o fundo de pensão dos funcionários aparecidenses.

Conforme afirma textualmente o relatório da Polícia Federal, a Prefeitura de Aparecida “de janeiro de 2012 a abril de 2013 realizou investimentos com recursos do Fundo Previdenciário dos Funcionários Municipais que caracterizam má condução dos recursos do referido instituto”.

Literalmente, a quadrilha fez a festa em Aparecida: a Polícia Federal descobriu que, em 29 de dezembro de 2012, dois representantes do esquema participaram da festa de confraternização dos funcionários do conselho do Fundo de Pensão do Município de  Aparecida, sendo uma dessas pessoas a “pastinha” Fernanda Cardoso.

O mais grave: essa festa se seguiu a uma reunião do conselho do Fundo de Pensão, na qual foram decididos os investimentos que seriam realizados no ano de 2013.