Só 11,5% na pesquisa Serpes: viagens sem sentido aos municípios e reuniões sem público não rendem nada para Vanderlan

As viagens do empresário socialista Vanderlan Cardoso ao interior do Estado, onde promove reuniões sem público, revelaram-se neste domingo, com a publicação da pesquisa Serpes pelo jornal O Popular, uma estratégia furada.

Vanderlan apareceu no levantamento com apenas 11,5% das intenções de votos, um índice menor que o obtido nas eleições de 2010, quando também disputou o Governo do Estado.

As fotos que o próprio Vanderlan posta nas suas redes sociais, registrando cenas das reuniões em cidades de todas as regiões de Goiás, costumam mostrar cadeiras vazias e ausência completa de políticos de expressão, mesmo municipal, ao seu lado.

O mais engraçado é Vanderlan faz questão de se reunir com os vereadores de cada cidade visitada, a maioria esmagadora sem nenhum compromisso com a sua candidatura. Outro complicador é que o PSB, partido de Vanderlan, não tem expressão nas cidades do interior – e, portanto, não há como juntar plateia para ouvir o monólogo do pré-candidato socialista.

A “estratégia”, conforme comprovado agora pela pesquisa Serpes, não deu resultados. As reuniões “vazias” de Vanderlan não somaram pontos em matéria de intenções de voto. E o motivo é simples: nas suas visitas às cidades, ele passa incógnito, sem que a população – o eleitorado, enfim – tome conhecimento da sua presença.