Veja os principais trechos da coletiva de balanço de fim de ano concedida por Marconi

O POPULAR registra que o governador Marconi Perillo (PSDB) manteve o suspense sobre se é ou não candidato à reeleição. Classificando de “catastrófica” qualquer decisão eleitoral neste momento, o tucano disse temer desmotivar o funcionalismo com um não ou de não ter mais foco no governo no caso de um sim. “Campanha, quanto mais curta, melhor”, falou ontem, em coletiva concedida à imprensa no Palácio Pedro Ludovico Teixeira.

DIÁRIO DA MANHÃ e O HOJE também trazem dedicam manchetes principais, publicam fotos e dedicam páginas centrais à entrevista.

Confira os principais trechos da entrevista publicados pelos jornais goianos:

Reforma

Não está nem iniciada. Tem dois nomes já anunciados. José Carlos Siqueira na Casa Civil, que tomará posse no dia 26, acabei de assinar o decreto de exoneração dele na Controladoria-Geral e nomeação na Casa Civil, e também já assinei desde ontem a exoneração do secretário Vilmar Rocha, que me entregou o cargo a pedido. Assim como o deputado Thiago Peixoto já entregou o cargo, o decreto deve ser publicado no Diário Oficial no dia 26 também. Nesse dia tomarei outras decisões, de caráter mais geral, mas o que eu posso adiantar é que tanto ele quanto o secretário Leonardo Vilela estão confirmados na Casa Civil e na Gestão e Planejamento.

Reeleição e oposição

Eu acho que ainda está cedo pra falar disso, meu foco é o governo, eu estou feliz, temos razão de sobra para estarmos otimistas, estamos cumprindo os nossos compromissos eleitorais, o programa de governo que foi apresentado à população em 2010. Todo mundo sabe que esse é o governo que mais realizou e está realizando obras, mas não é só isso, há todo um comprometimento nosso com a área social, com os direitos das pessoas, um compromisso muito forte com o ser humano e isso tem sido visto por toda parte.

Mais recursos para a área social

Confesso que sequer discuti isso com o secretário Giuseppe Vecci. Não sei qual foi a razão para o aumento nos recursos na área social. Eu seria leviano se dissesse e fizesse o contrário. Hoje li os jornais, já vi isso lá, vou perguntar o secretário o que motivou para depois com tranquilidade explicar as razões desse aumento.

Efetivação de comissionados

Esse projeto foi discutido e tratado pelo secretário Vilmar Rocha com servidores comissionados que o procuraram ao longo do tempo. Enviamos para a Assembleia, concluímos que não era adequada essa iniciativa, que foi retirada e não será reavaliada. Esse projeto está morto e enterrado.

Imagem

Nenhuma pessoa quer estar mal em sua atividade. E é claro que nós do governo nos esforçamos pra chegarmos ao fim com uma boa avaliação. Isso vai significar que as pessoas aprovaram o modelo de gestão, os investimentos que foram feitos e o modo de governar que foi colocado em prática. O trabalho nosso é intenso no sentido de não só demonstrar e assegurar, mas deixar claro, convencer a todos de que esse é um bom governo, é um governo realizador.

Enfrentar Iris ou Friboi?

Primeiro, ninguém em sã consciência acha ruim ter o seu nome aclamado pela sua base e eu seria hipócrita se falasse o contrário. É claro que eu fico satisfeito em ver que naturalmente as coisas fluem nessa direção, nesse sentido. Agora, não vou dizer por mim apenas, mas qualquer candidato que tenha o mínimo de racionalidade ou de inteligência não pode escolher adversário. Começar a escolher adversário é sinônimo de fraqueza, de fragilidade.

Revelações do livro de Romeu Tuma Jr.

Esse assunto (de que Marconi foi vítima de um dossiê falso supostamente forjado por petistas) foi pouco divulgado aqui em Goiás. Quando da Operação Monte Carlo eu estava na capa dos jornais e na imprensa o dia inteiro. Quando tem alguma coisa que mostra a verdade pouca gente divulga, infelizmente é assim, quando é para ferir, pra ofender tem espaço total, quando é para repor a verdade, espaço mínimo. Eu fiquei satisfeito com isso por uma razão: teve importância no Brasil, com os formadores de opinião pública. Nós não sabemos que fez o dossiê. Eu sei quem distribuiu, quem fez a montagem, mas a gente não tem prova. Espero que a Polícia Federal chegue a alguma conclusão, tem quatro anos que eu entreguei o dossiê, fiz a denúncia e não temos resposta até hoje. Caso a gente tenha a identificação dos autores, é claro que moverei uma ação reparatória.

Candidatura

Eu disse que campanha quanto mais curta melhor. Esse tipo de decisão a gente não toma muito antes da eleição. No meu caso, acho que qualquer anúncio poderia ser prejudicial ao governo. Um anúncio de uma não candidatura oficial atrapalharia muito o governo, porque haveria certamente um desestímulo global, na Assembleia, aqui dentro.

Saída de secretários e comissionados

Dia 26 eu vou fazer um anúncio sobre os secretários que serão candidatos. Já está tudo na cabeça. Sobre os comissionados, a lei estabelece que a gente tem que tirar um terço do que foi aprovado, são 3.300. Agora no começo do ano vamos definir um critério. Nós eliminamos seis secretarias, o que também foi pouco divulgado, cortamos quatro extraordinárias e duas ordinárias.