Segundo Bruno Rocha, Vanderlan, Alcides, Braga, Simeyzon e mais alguns gatos pingados não são um “grupo político de verdade”

A avaliação da candidatura do empresário Vanderlan Cardoso a governador, feita hoje em artigo n’O Popular pelo editor Bruno Rocha Lima, não é boa.

Bruno aponta o que todo mundo já sabe: Vanderlan está “quase sozinho”, ou seja, não tem aliados, partidos para formar uma aliança e sequer dispõe de nomes para compor a chapa de candidatos a deputados estaduais e federais.

Mas o jornalista traz uma inovação na sua análise. Ele afirma que Vanderlan não conseguiu vencer o desafio de formar um “grupo político de verdade”.

Nomes como o do ex-governador Alcides Rodrigues; do ex-secretário da Fazenda, Jorcelino Braga; do deputado estadual Simeyzon Silveira e mais alguns gatos pingados que são próximos a Vanderlan, não constituem um “grupo político de verdade”, segundo Bruno Rocha Lima.

Contar com o apoio de uma turma como essa é o mesmo que contar com… nada.