Comando da PM acusa delegado Valdir de ofender tenente: “é inaceitável”

O Comando-Geral da Polícia Militar acusou, em nota, o delegado Valdir Soares, do 8° Distrito da Polícia Civil de Goiânia, de ofender o tenente militar Edson Lins de Siqueira Filho. O ato teria ocorrido na madrugada de hoje, à uma hora da manhã.

De acordo com a nota, o policial “estará buscando” (o gerúndio foi utilizado, nesse caso, de forma inapropriada) a reparação dos “danos e abusos sofridos. O tenente vai propor representação contra Valdir à Corregedoria Geral da Secretaria de Segurança Pública e Justiça e a Corregedoria da Polícia Civil.

O Comando da PM diz ainda que o episódio não afetará o relacionamento com a Polícia Civil, que considera coirmã.

 

Veja a íntegra da nota:

O Comando da Polícia Militar do Estado de Goiás vem a público externar sua indignação e total repúdio ao comportamento abusivo apresentado pelo delegado Waldir Soares, do 8º Distrito Policial de Goiânia, quando por volta da 01h00, do dia 06 de abril de 2013, atentou contra os princípios básicos de urbanidade e respeito no trato com o cidadão, desconsiderando um agente público, um Policial Militar, o Tenente EDSON LINS DE SIQUEIRA FILHO, que teve seus direitos e prerrogativas individuais e profissionais ignorados de forma inaceitável, ao arrepio da lei, sofrendo constrangimento e desgastes desnecessários.

O Policial Militar ofendido estará buscando a reparação dos danos e abusos sofridos nas esferas administrativa, penal e civil, iniciando o processo com a representação em desfavor do delegado Waldir Soares perante a Corregedoria Geral da Secretaria de Segurança Pública e Justiça e a Corregedoria da Polícia Civil.

Por fim, o Comando da Polícia Militar considera este lamentável episódio um fato isolado e reafirma sua consideração e apreço institucional pela Polícia Civil, reconhecendo a importância, o trabalho, o compromisso e os esforços despendidos em prol da segurança pública por todos Delegados, Agentes, Escrivães e demais servidores que compõem esta laboriosa coirmã, garantindo a continuidade de todas as parcerias e do processo de integração

entre as forças policiais goianas