Alfredo Nasser, se estivesse vivo, pediria para retirar seu busto da Assembleia

Uma bom jornalismo não precisa ser literalmente sério e austero, pode e deve incluir também a criatividade e o bom humor.

Assim tem sido a linha editorial da Rádio 730, comandada pelo polêmico e incendiário Nilson Gomes.

Ao abordar o escândalo da criação de cargos na Assembleia Legislativa, com salários secretos, mas milionários segundo denúncia de O Popular, a Rádio 730 teve uma boa sacada.

Disse que, “a Assembleia é tão devotada ao imprestável que, se sua escultura tivesse pernas, Alfredo Nasser já teria saído correndo daquele antro”.

Alfredo Nasser foi deputado federal, senador e ministro da Justiça. Passou a vida na oposição e morreu pobre. O prédio da Assembleia chama-se Palácio Alfredo Nasser em sua homenagem.

Conclui o editorial da Rádio 730, lido várias vezes no ar: “Nasser certamente pediria para tirar sua figura em concreto de um prédio que semeia o ocaso da decência. Mas ainda bem que o rosto de Nasser está virado para a rua, porque se olhasse para o outro lado acompanharia o declínio da moralidade.”