Leilane Neubarth, da TV Globo, condena recesso prolongado do Congresso. Mal sabe ela que a esculhambação, em Goiás, é muito maior

A imprensa nacional se revoltou, e com razão,  com o recesso prolongado que o Congresso Nacional deu para deputados federais e senadores neste começo de ano. Só ontem, dia 1º de fevereiro, aconteceu a primeira sessão ordinária do ano. Leilane Neubarth, da TV Globo, disse com alívio que 2015 “finalmente começou” em Brasília. “Lá o ano não tem 12 meses”.

Imagine, leitor, o que Leilane diria se soubesse que a esculhambação corre ainda mais solta em Goiás, e que aqui, no Estado, tanto a Assembleia Legislativa quanto a Câmara Municipal de Vereadores voltarão a trabalhar apenas no dia 19 de fevereiro?

É muito dinheiro público correndo pelo ralo.