Sem unidade, propostas e discurso, oposição bate cabeça e não sai do lugar em Goiás

O PMDB quer ser cabeça de chapa.

O PT finge que não ouve e também quer o lugar.

Vanderlan Cardoso sonha em ser a terceira via e conversa com Ronaldo Caiado que, por sua vez, não abre mão de ser candidato a governador.

Aí vem Júnior Friboi, que era terceira via, e ingressa no PMDB para desbancar Iris Rezende e ser a bola da vez.

E ninguém apresenta um discurso consistente  nem proposta alternativa para o Estado.

Sem unidade, proposta ou discurso, a oposição em Goiás bate cabeça, patina e não sai do lugar.

Enquanto isso, Marconi Perillo come pelas beiradas, recupera o prestígio e pavimenta o caminho para a reeleição.