Outra de Afonso Lopes: “Na campanha, Francisco Jr. vendeu imagem de bom moço. Se isso basta para ser deputado, não dá para prefeito de Goiânia”

Na reportagem “Balanço final”, publicada neste domingo pelo Jornal Opção, em que faz uma avaliação crítica dos resultados da eleição em Goiânia, o veterano analista político Afonso Lopes registra que, na sua campanha, o deputado estadual Francisco Jr., candidato pela coligação PSD/PTB, fez questão de vender uma imagem de “bom moço”.

“E ele realmente é um moço”, constata o jornalista, porém ressalvando: “Só que isso não o coloca, evidentemente, como competitivo nas disputas para a Prefeitura, quando se exige postura mais agressiva, pontual e determinada”.

Ou seja: a campanha de Francisco Jr. acabou mostrando para o eleitor que ele “é um político nitidamente de perfil vocacionado para o parlamento”.

De qualquer forma, conclui Afonso Lopes, “o deputado lucrou barbaridade mesmo não tendo chegado ao segundo turno. Iniciar uma campanha com zero vírgula alguma coisa por cento de intenções de voto e chegar a quase 10% dos votos válidos é um feito extraordinário”.