Em editorial, Batista Custódio aconselha Marconi a “vencer o coração mole e remodelar o governo, trocando a equipe que não o acompanha no ritmo de trabalho”

Foi minuciosamente lido, nos principais gabinetes do governo do Estado, o editorial desta quinta-feira, na 1ª página do Diário da Manhã, em que o jornalista decano Batista Custódio exorta o governador Marconi Perillo a “vencer o coração mole e remodelar o governo, trocando a equipe que não o acompanha no ritmo de trabalho”.

Escreve o jornalista, com razão: “Muitos mais atrapalham do que ajudam e servem de freio na defesa de projetos dos interesses pessoais deles. A maioria dos auxiliares está cansada e gasta na opinião pública. Aguarda apenas o momento do tempo de se aposentar. Perdeu o vigor e a ousadia que devem marcar os assessores de Marconi, que é um governador inquieto, visionário, corajoso, elétrico, trabalhador, incansável e ainda tem muito a contribuir em Goiás para o Brasil”.

Para Batista Custódio, “está em cima da hora de Marconi Perillo fazer uma reforma total do secretariado e abrir espaço para novos quadros no governo estadual. Urge uma renovação de ideias criativas e desenvolvimentistas. Existe uma nova geração disposta a trabalhar e que não encontra espaço no primeiro escalão. Quanto maior a mudança, melhor”.