Já ouviu falar em “chapa camarão”? É o que Caiado terá se não contar com apoio do PMDB em 2018

O jornal Opção cunhou uma expressão interessante para definir cenário futuro em que o senador Ronaldo Caiado (DEM) disputa o governo sem o apoio do PMDB: “chapa camarão”, em que o cabeça é forte, mas o corpo é vulnerável. “Sem aliança com o PMDB, o senador também não terá chapa competitiva para a Assembleia e Câmara Federal. Com isso, fica com uma chapa vulnerável, a chamada chapa camarão, com um nome forte na cabeça e o corpo fraco”.