Toma-lá-dá-cá: Temer recebeu Adib e Paulo do Vale em troca do voto de Daniel na Câmara, revela O Popular

No Twitter, Danielzinho publica foto da audiência que exigiu em troca do voto em favor de Temer na Câmara

Eis os termos da negociação que carimbou o voto do deputado federal Daniel Vilela (PMDB) em favor do arquivamento da denúncia de corrupção que implicaria Michel Temer (PMDB): para engrossar a tropa que, escandalosamente, livrou a pele do presidente na Câmara, Daniel exigiu que Temer recebesse, na véspera, os prefeitos de Catalão, Adib Elias, e de Rio Verde, Paulo do Vale, em seu gabinete.

A informação está no jornal O Popular desta sexta-feira, que publicou um levantamento informando o que cada parlamentar barganhou para votar pró-Temer em plenário, na terça-feira.

Houve também quem lucrasse para nem votar, como o deputado federal Delegado Waldir. Segundo a reportagem, a cúpula do PR ameaçou contar a verdade sobre como Waldir levantou dinheiro para campanha eleitoral de 2016, ano em que disputou a prefeitura de Goiânia. Diante da ameaça, o delegado-valentão teria se calado.