No Jornal Opção, Daniel Vilela ataca Caiado: “não representa o novo e não agrega”

O deputado federal e presidente do PMDB em Goiás, Daniel Vilela, cuspiu marimbondos ao falar do senador Ronaldo Caiado (DEM) na entrevista que deu ao jornal Opção e que foi publicada neste domingo. Nela, Daniel afirma que Caiado “não representa o novo” e não agrega.

“Não estou sugerindo que Cai­ado é ‘ruim’ ou não é ‘bom’ po­lítico, e sim que não representa o novo, a renovação”, afirma o deputado. Ele lembra que, em 2016, o PMDB o ajudou a se eleger senador “e é importante que, em 2018, retribua apoiando o postulante do partido a governador”.

Eis o trecho em que Daniel diz que Caiado é um pouco desagregador (ou “que agrega pouco”, já que ele quis bater, neste ponto, com luva de pelica): “Não deixa de ser curioso que políticos da base do governo do Estado — como Vilmar Rocha (PSD) e Alexandre Baldy (sem partido) — podem caminhar comigo, mas não com Ronaldo Caiado. O PT tem quadros excelentes em Goiás, como Rubens Otoni e Antônio Go­mide, e podem participar do palanque do PMDB. A minha candidatura agrega, soma muito mais do que a de Caiado.”

Essa guerra ainda vai dar muito pano para manga. Clique aqui para ler a entrevista na íntegra.