Marconi e Alckmin são os governadores mais influentes no Facebook e Twitter, revela pesquisa

Marconi Perillo (PSDB), de Goiás, e Geraldo Alckmin (PSDB), de São Paulo, estão empatados no ranking de governadores mais influentes do Brasil, elaborado pela Eureka Comunicação com base em dados do Scup, Tweet Rank e Socialbakers Analytics. O levantamento foi feito com base no desempenho dos governadores brasileiros no Facebook e no Twitter entre os dias 10 de julho e 10 de agosto de 2017. No caso de governadores que estão inativos em uma das duas redes, a pesquisa utilizou apenas dados do perfil ativo.

Marconi e Alckmin alcançaram pontuação 23 no índice influência, que é a soma de interações (curtidas, comentários, compartilhamentos, retweets), alcance (interações divididas pelo número de seguidores e fãs durante o período analisado) e engajamento (interações divididas pelo número de postagens durante o período analisado. Os índices “interações”, “alcance” e “engajamento” variam de um a onze. Marconi anotou oito, seis e nove, respectivamente. Alckmin registrou oito, sete e oito.

O bom desempenho de Marconi no ranking é impulsionado pela cobertura em tempo real do Goiás na Frente, o maior programa de investimentos do País. Com fotos e vídeos publicados a todo momento, Marconi aparece como um governador acessível, bem humorado, que para o tempo todo para tirar selfies e que dispensa aparatos de segurança para participar dos eventos no interior. Ou seja: além das cifras (altas, diga-se de passagem) e dos convênios, há um lado humano nos eventos que está atraindo a atenção dos seguidores.

O terceiro colocado é Camilo Santana (PT), governador do Ceará, com sete pontos no item interação, seis em alcance e nove em engajamento, totalizando 22 de influência. Rui Costa (PT), governador da Bahia, é o quarto com sete pontos em interação, seis de alcance e oito de engajamento, somando 21. Na sequência estão Renan Filho (PMDB de Alagoas), com sete, seis e sete, respectivamente, atingindo influência 20; e Paulo Câmara (PSB), governador de Pernambuco, com sete em interação, seis em alcance e seis em engajamento – influência 19.

Na parte final do ranking estão os governadores do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), com influência 19; Raimundo Colombo (PSD), de Santa Catarina, com 19 também; Flávio Dino (PCdoB), do Maranhão, com 18; e Pedro Taques (PSDB), do Mato Grosso, com 16. Não estão no ranking governadores dos estados do Amazonas, Acre, Roraima, Rondônia, Tocantins, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Paraná.

GOIÁS
Marconi é também o político mais influente de Goiás, de acordo com estudo elaborado com dados colhidos entre os dias 30 de junho e 30 e 30 de julho de 2017. Nele, o segundo colocado foi o deputado federal Delegado Waldir (PR) e o terceiro foi o senador Ronaldo Caiado (DEM). Fecharam as cinco primeiras colocações  o deputado federal Thiago Peixoto (PSD) e o deputado estadual Major Araújo (PRP). Este levantamento também foi feito com informações do Scup, Tweet Rank e Socialbakers Analytics.