Tragédia do Mutirama: vítima vai passar pela quarta cirurgia e corre risco de ser amputada

A mulher de 50 anos que brincava no Twister, do parque Mutirama, quando o eixo do brinquedo quebrou está vivendo um calvário no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Ela, que pede para não ser identificada, vai passar nos próximos dias pela quarta cirurgia nos próximos dias e ainda corre o risco de ter a perna esquerda amputada.

A informação atualizada sobre o seu estado de saúde foi dada pelo vereador Jorge Kajuru (PRP) no plenário da Câmara, nesta quarta-feira.