Romário, o vereador que não é craque, prepara projeto que muda nome da Guarda Civil para Polícia Municipal e que tem utilidade zero

O vereador Romário Policarpo (PTC), que apesar do nome de craque é um grandessíssimo bola murcha, anunciou há pouco no plenário da Câmara Municipal de Goiânia que vai apresentar, na terça-feira, projeto de lei que altera o nome da Guarda Civil Metropolitana para Polícia Municipal.

Veja bem: a alteração é apenas de nomenclatura. NÃO VAI representar benefício algum para população, que continua a esperar ações mais produtivas, digamos assim, de seus vereadores.

O projeto de Romário-bola-murcha copia uma iniciativa recente de vereadores do município de Cristalina, que com o factoide conseguiram alguns segundinhos de fama na Globonews. A mudança de nome no município vizinho está sendo contestada pela Associação dos Oficiais da Polícia e Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (Assof), que alega afronta à Constituição.

De fato, a lei diz que é competência privativa dos estados a criação e manutenção de corpos de polícia. Alimentar este debate tem o único condão de buscar holofotes da mídia. É isto que o nosso vereador Romário quer.