“Somatório de lambanças”: delegado que investiga tragédia do Mutirama volta a dizer que Iris tem culpa

O delegado Izaías Pinheiro, do 1ª Distrito Policial de Goiânia, afirma categoricamente que a tragédia que deixou 11 feridos no Parque Mutirama foi causada por negligência do prefeito Iris Rezende (PMDB). Ou, nas palavras dele, “pura irresponsabilidade”. Izaías adianta que o chefão do Mutirama e presidente da Agência de Turismo e Lazer de Goiânia (Agetul), Alexandre Magalhães, será indiciado.

“A partir do momento que não há Anotação de Responsabilidade Técnica, as ARTs, junto ao Crea [Conselho Regional de Engenharias e Agronomia], não existe esse cargo [engenheiro voluntário]. Todos eles, incluindo o presidente da Agetul, [Alexandre] Magalhães, o supervisor-geral do parque [Wanderley Alves Siqueira] e o próprio engenheiro voluntário, devem ser indiciados”, diz o delegado.

Segundo o Izaías Pinheiro, há de se diferenciar os dois tipos de indiciamento possíveis no caso: o civil e o criminal. No primeiro, em que as vítimas buscarão ser ressarcidas pelo acidente, responderá a Prefeitura de Goiânia. Já no âmbito criminal, só pessoas físicas podem ser indiciadas.

“Neste caso, é preciso que o inquérito seja concluído, mas é provável que sejam indiciados o engenheiro, o operador do brinquedo, o superintendente do parque, o chefe da manutenção, bem como o presidente da Agetul”, completou.