Fogo amigo: vereador do PMDB defende convocação de diretor do Imas à Câmara

“Agora é a nossa vez”: este é o slogan que Marcos Antônio de Menezes Marques, conhecido no PMDB como “Marcos 3M”, usou na campanha para deputado estadual em 2014 (um slogan piegas, diga-se de passagem, e que ainda por cima rimava com o número dele). Marcos não foi eleito, mas parece que chegou a vez dele de pisar no parlamento: o vereador Wellington Peixoto (PMDB), seu companheiro de partido, quer que ele deponha na Câmara.

A exemplo que aconteceu com muitos outros políticos sem-voto, Marcos também foi abrigado pelo prefeito Iris Rezende (PMDB) na prefeitura. É diretor financeiro do Instituto Municipal de Assistência Social (Imas). Wellington quer que ele dê explicações sobre a bancarrota financeira em que se encontra a instituição.

Há, no entanto, verdades que estão nas entrelinhas deste “fogo amigo”. O pai de Wellington, Sebastião Peixoto, presidiu o instituto na administração do finado ex-prefeito Paulo Garcia (PT). Este blog é capaz de apostar que Marcos 3M está mexendo no vespeiro e colocando em risco interesses da família.

Vamos ver onde esta guerra intra corporis vai parar.