Banda de rock e chope: a farra de Eduardo Machado e do PHS com fundo partidário

O goiano Eduardo Machado, presidente afastado do PHS nacional, protagonizou mais um escândalo na imprensa nacional. Reportagem do Bom Dia, Brasil mostrou que ele usou dinheiro público do Fundo Partidário para contratar uma banda de rock (Beatlesmania) para animar uma festa do partido, além de seis barris de chope.

O evento, segundo dirigentes, era do PHS Mulher e tinha objetivo de “promover a participação feminina na política”. Os seis barris tinham 50 litros cada, o que é suficiente para deixar bêbadas aproximadamente 200 pessoas, segundo Pedro Henrique Lustosa, que forneceu o chope para galera de Eduardo Machado.

Eron Pessoa, assessor-chefe de contas partidárias do Tribunal Superior Eleitoral, afirma que o dinheiro do fundo partidário pode ser usado na promoção da participação de mulheres na política, mas apenas em cursos de capacitação. “Jamais em festas, bandas de rock ou consumo de bebidas alcoólicas. Estão desvirtuando o propósito do fundo partidário”.

Eduardo Machado é um dos principais apoiadores da pré-candidatura do senador Ronaldo Caiado (DEM) a governador.

Abaixo, a reportagem do Bom Dia, Brasil.