Andrey nega tribuna para sindicalista que queria cobrar data-base, mas abre para secretário de Iris

Dois pesos e duas medidas balizam as ações do vereador Andrey Azeredo (PMDB) como presidente da Câmara Municipal de Goiânia. Na terça-feira, Andrey negou espaço na sessão ordinária para manifestação de sindicalistas que queriam cobrar do prefeito Iris Rezende (PMDB) a data-base salarial, sob o argumento de que só se concede tribuna livre às quinta-feiras. No entanto…

…nesta QUARTA-feira, Andrey não hesitou em abrir tribuna para Fernando Cozetti, o secretário de Obras do município, responsável pela paralisação da obra do BRT Norte-Sul. Andrey não gosta de ser chamado de puxa-saco, mas faz tudo o que pode para ser identificado como despachante e luxo do prefeito na Câmara.