Tido como o menos esperto dos três, Júnior é o único dos Batista que continua solto

O site GBrasil (acesse clicando aqui) publicou na manhã desta quarta-feira, por ocasião da prisão do empresário Wesley Batista, irmão de Joesley, um perfil sobre o único dos três irmãos que construíram o império JBS a partir de um açougue, em Anápolis, e que ainda não foi pego pela Polícia Federal.

Confira o texto abaixo. 

Quem é o irmão de Wesley e Joesley que continua solto

O executivo Wesley Batista, preso pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira no âmbito da operação Tendão de Aquiles, é o segundo dos três irmãos açougueiros da cidade de Anápolis, no interior de Goiás, que transformaram em império uma pequena empresa do pai graças á generosa política do ex-presidente Lula de criar empresas brasileiras campeãs no mercado internacional graças à oferta de crédito barato do BNDES. Joesley já havia sido preso no domingo. O único que ainda resiste à tormenta é José Batista Júnior, o mais velho.

Conhecido como Júnior Friboi, ele está afastado dos negócios da família desde 2013, quando decidiu tentar a sorte na política. Contratou o publicitário Duda Mendonça, convenceu ($$$) alguns vários prefeitos e deputados do PMDB de Goiás e lançou-se pré-candidato a governador do Estado. A aventura foi interrompida pelo inoxidável Iris Rezende, que nos estertores de sua longeva carreira ainda encontrou forças para minar as articulações do açougueiro e ser, ele próprio, o candidato do partido.

Ironicamente, Júnior é visto como o menos esperto dos três filhos do patriarca José Batista Sobrinho, conhecido como Zé Mineiro, fundador da JBS/Friboi. Ele tem ainda três irmãs, que nunca trabalharam nas empresas da família. Como os irmãos estão na cadeia, caberá a ele a difícil missão de reconstruir Roma. Ele já comandou a JBS entre os anos de 1980 e 2005, mas vendeu sua participação na J&F, a holding dos negócios famílias, que então era dirigida pelo atual ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

As empresas de Júnior Friboi, reunidas na holding JBJ, têm faturamento superior a R$ 2 bilhões por ano. Considerando que a fortuna da família, de acordo com a revista Forbes, está avaliada em U$$ 1,9 bilhão (R$ 6,1 bilhões), Júnior era recebido o equivalente a US$ 300 milhões (R$ 990 milhões) pelas suas ações. Ele tem 57 anos. Wesley está com 46 e Joesley, 44.