Para agradar Dona Iris, vereador que puxa saco do Paço compra briga com Kajuru

O mais submisso entre todos os puxa-sacos do prefeito Iris Rezende (PMDB), vereador Kleybe Morais (PSDC), adotou nova estratégia para chamar atenção e conseguir a aprovação da prefeita de fato, a primeira-dama Dona Iris (PMDB): comprou briga com o vereador Jorge Kajuru (PRP) – que hoje é o principal crítico da administração municipal – e anunciou que vai representar contra ele no Conselho de Ética da Câmara .

O mérito da representação do vereador Kleybe é a declaração que Kajuru fez, na quarta-feira, admitindo que amenizou o relatório da CEI da Herança só para conseguir que ele fosse aprovado e, nos dias seguintes, apresentar documentos que justificam – na opinião dele – o indiciamento de Iris e de uma série de auxiliares do PMDB e do PT que passaram pela prefeitura nos últimos nove anos, a partir de 180 indícios de irregularidades. “Nós fomos manipulados e enganados, e isso eu não aceito”, disse o vereador.

Kleybe é aquele que propôs rebatizar o monumento às Três Raças, na Praça Cívica, com o nome da primeira-dama. Em resposta, Kajuru afirmou que tem o direito de fazer quantos relatórios paralelos quiser e que não responde a seu desafeto, por considerá-lo funcionário de Dona Iris, e não colega.