Kajuru chama de “lixo” assessor pago por Dona Iris para bater em vereadores

Lixo. Foi assim que o vereador Jorge Kajuru (PRP) classificou o servidor municipal Rodrigo di Prado, assessor da primeira-dama de Goiânia, Dona Iris (PMDB). A pedido da patroa, Rodrigo assina artigo com ataque aos vereadores da Capital nesta terça-feira, no Diário da Manhã. “Um texto destes, assinado por um lixo pago por Dona Iris, é atestado de idoneidade para nós”.

Com base em informações do portal da Transparência, o blog descobriu que o mancebo é realmente pago pela prefeitura. Está lotado na Secretaria Municipal de Comunicação e tem salário de R$ 3.618. Ou seja: envolve-se numa briga que não é dele, defende ações prejudiciais à cidade em que ele vive, por uma mixaria.

A vereadora Dra Cristina (PSDB) menosprezou Rodrigo. “Em vez de escrever artigo pago pela Dona Iris, ele que vá fazer gestão”. O texto assinado pelo assessor (mas não necessariamente escrito por ele) tem, como propósito, responder um artigo publicado pela vereadora Sabrina Garcêz (PMB) no domingo.

Sabrina aponta falhas graves na administração e o seu diagnóstico foi elogiado até por aliados do prefeito na sessão desta terça, que foi a primeira da semana. Ao contrário do amontoado de asneiras assinado (mas talvez não escrito) por Rodrigo. Na tribuna, a vereadora também mandou o seu recado ao rapaz e ao prefeito Iris: “não adianta mandar seu asseclas me atacarem. Vamos exigir que a cidade seja tratada com respeito”.