Oposição suspeita que suposto servidor pago para atacar Câmara foi indicado pelo vereador Oséias

Alvo de ataques de um servidor municipal que, nos últimos dias, lançou-se numa agressiva campanha contra vereadores que resistem ao aumento de IPTU, a oposição ao prefeito Iris Rezende (PMDB) na Câmara Municipal suspeita que o algoz, Rodrigo Prado, tenha sido indicado para prefeitura pelo também vereador Oséias Varão (PSB).

Rodrigo frequenta a mesma igreja de Oséias e, em várias fotos postadas no seu Facebook, aparece ao lado do vereador. Parte da oposição pretende interpelar o colega para descobrir se os ataques foram encomendados por ele ou pela primeira-dama, Dona Iris (PMDB).

Abaixo, o decreto que nomeou Rodrigo (nome artístico de Enéas Rodrigo Fernandes do Prado) na prefeitura:

[vejatambem artigos=” 65289,65287,65285,65282″]