Com protesto inteligente e discurso preciso no final, Kajuru demoliu Iris e deixou o prefeito sem reação

O vereador Jorge Kajuru foi o destaque da sessão de prestação de contas. Seu primeiro ato foi ficar de costas para o prefeito Iris e a mesa diretora durante todo andamento da sessão.

Kajuru preferiu ler as páginas do livro “Obrigado pelo atraso”, de Thomas Friedman, que ele depois entregou ao prefeito com dedicatória (como se vê na foto).

No final da sessão, Kajuru teve a chance de falar. Não descambou para a baixaria e foi sintético. Disse que Iris é um líder que tem um time mal treinado, referindo-se ao secretariado. Depois, afirmou que Iris fugiu das perguntas mais contundentes feitas por vereadores.

O protesto final de Kajuru envolveu a polêmica da criação do Instituto do Diabético. Ele disse que tudo está pronto (terreno, verba, equipamentos), mas Iris insiste em deixar o projeto na gaveta.

O ato final de Kajuru foi pedir que o livro fosse entregue ao prefeito. Kajuru revelou que, para facilitar a leitura de Iris, ainda destacou os pontos mais importantes da obra.

Restou a Iris ficar calado.