Vítima de tragédia do Mutirama recebe alta após quase 70 dias internada no Hugo

Texto publicado no site do Diário da Manhã

Após quase 70 dias de internação, Iraci Francisca da Conceição, de 56 anos, recebeu alta do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) na segunda-feira (2). Iraci estava internada desde o dia 26 de julho, quando sofreu ferimentos graves nas pernas após um acidente com o brinquedo Twister, do Parque Mutirama, na capital.

Na ápoca, 13 pessoas ficaram feridas após uma pane no brinquedo. Duas delas ficaram em estado grave de saúde. Além de Iraci, uma criança de nove anos permaneceu internada por nove dias e recebeu alta no dia 4 de agosto.

Segundo informações do Hugo, durante o período em que Iraci esteve internada, foram realizados dois processos cirúrgicos na perna direita, para correção da fratura de fêmur e para reconstrução muscular. Além disso, a mulher passou por uma terceira cirurgia para o reparo de uma fratura no tornozelo esquerdo.

Ainda de acorodo com a unidade de saúde, no dia 26 de setembro, a paciente fez um exerto de pele na perna esquerda com a equipe de Microcirurgia.

Os médicos informaram que ao receber alta, Iraci passava bem, estava em tratamento em um leito de Enfermaria da unidade, orientada, consciente e respirava de forma espontânea.

NEGLIGÊNCIA
Durante as investigações sobre o acidente no Parque Mutirama, a Polícia Civil explicou que o Twister é um brinquedo giratório com 12 cadeirinhas, com capacidade máxima para 24 pessoas. No dia da tragédia, haviam 19. A plataforma atinge 3 metros de altura e uma velocidade de 100 rotações por minuto (RPM).

A perícia preliminar concluiu que o eixo central que dá sustentação ao equipamento se rompeu e fez com que a parte superior tombasse para um dos lados. Ao que tudo indica, o problema foi provocado pela falta de manutenção do brinquedo por parte de técnicos do parque.