Você leu primeiro aqui: 24 horas depois, G1 dá notícia sobre STF livrar Sampaio de júri popular

24 horas (sem trocadilho) depois de o G24H noticiar em primeira mão que o ex-presidente do Atlético, Maurício Sampaio, não vai mais à júri popular pela acusação de ser mandante do assassinato do jornalista Valério Luiz, o site G1 de Goiás publica a informação com destaque.

A notícia, apesar de velha, é manchete da página do G1 na internet. Mas você leu primeiro aqui.

Ontem por volta das 18 horas, o G24H publicou a seguinte nota:

O ministro Ricardo Lewandowski livrou do júri popular Maurício Sampaio, ex-presidente do Atlético Goianiense que responde pela morte do jornalista Valério Luz.

A decisão de Lewandowski contraria o juízo criminal de Goiânia, o Tribunal de Justiça de Goiás, o STJ e o próprio Lewandowski, que havia julgado incabível o habeas corpus da defesa de Sampaio.

Em janeiro deste ano, Lewandowski também beneficiou Sampaio com liminar que permitiu sua volta ao comando do principal cartório de Goiânia, ocupado por um concursado.