Dona Iris se omitiu e não falou nada do “quadrilhão do PMDB”, mas agora quer dar lição no governo estadual

O jogo político é pesado; isso ninguém nega! Mas tem gente que ultrapassa o limite do bom senso ao achar que o eleitor é idiota. Veja só mais uma da Dona Iris, a primeira-dama da Capital. No auge da crise do PMDB de Michel Temer, no ano passado, a esposa de Iris não escreveu uma linha sequer nas redes sociais para falar do assunto tão explosivo.

A turma de Temer, amigo do caso Iris de longa data, foi definida pela Polícia Federal como “quadrilhão do PMDB”. Dona Iris não disse nada. Certamente deveria estar ocupada em suas receitas culinárias.

Agora, na crise do sistema prisional, Dona Iris aparece toda senhora de si para dar lição de moral no governo de Goiás e aliados. Como se o PMDB entendesse goiano entendesse alguma coisa de segurança pública. Na época dos governos Iris era comum as viaturas serem abandonadas nas ruas porque a gasolina acabava. E os policiais eram mal pagos.

Melhor nem lembra mais detalhes dessa época.