Prefeitura restringe matrículas em CMEIs à internet, mas site não funciona

A prefeitura de Goiânia tomou a brilhante decisão de restringir as matriculas nos Centros Municipais de Ensino Infantil (CMEIs) à internet, mas se esqueceu de colocar no ar um site decente e que atenda às mães interessadas em conseguir vaga para os filhos. É o que mostra reportagem do Jornal Anhanguera (1º Edição) nesta quarta-feira.

“A prefeitura coloca as vagas, mas não dá acessibilidade para os pais fazerem matrícula“, afirma a analista financeira Célia Faria, que na terça-feira recorreu ao Conselho Tutelar para conseguir ajuda. Só o Conselho da região Norte recebeu mais de 40 reclamações. “Nós mesmos tivemos esta experiência. Ficamos duas horas com as mães, na frente do computador, e não conseguimos acessar o sistema de forma alguma, diz à reportagem o conselheiro Valdivino Silveira.

O sistema de matrículas foi liberado às 15 horas de terça com a promessa, da secretaria de Educação, de que funcionaria bem. Mas não foi isso que aconteceu.

Clique aqui para assistir à reportagem.