Caldas Novas: novo prefeito troca Comunicação e diz que pasta “recebe reclamações constantes”

A primeira medida de Marinho Câmara (SD), empossado nesta quinta-feira no cargo de prefeito de Caldas Novas, foi demitir os secretários de Comunicação, João Paulo Teixeira, de Trânsito, Leonardo Marinho, e a procuradora-geral do Município, Juliana Glorisse. Segundo Marinho, eram “pastas que recebem reclamações constantes por parte da população”.

João Paulo é um dos réus na ação que condenou o ex-prefeito Evandro Magal (PP) e o vice dele, Fernando Resende (PPS), por abuso de poder econômico. O trio foi condenado por causa da utilização de meios de comunicação durante a eleição de 2016, que reelegeu Magal. Pela decisão, eles ficam inelegíveis por oito anos. Em seu voto, o juiz relator do caso no TRE, Fabiano Abel de Aragão, diz que “foram mais de 200 publicações (em meios de comunicação de Caldas Novas) em menos de um ano, o que implica em quase uma matéria publicada por dia para enaltecer a figura de Magal”.